terça-feira, 25 de março de 2008

é uma beleza involuntária ...



"É uma beleza involuntaria. Nasceu sem que houvesse intenção por parte do homem... As formas, feitas em si mesmas, se encontram por acaso, sem nenhum plano, em improváveis vizinhanças onde brilham de repente numa poesia mágica."

Milan Kundera in A Insustentável Leveza do Ser

2 comentários:

Facundo disse...

cara, tu acredita que eu comprtei esse livro mas nunca tirei tempo de lê-lo??? agora com a inspiração vou dar uma olhada mais acurada nele...

:-)

abraço!

sergio m. disse...

Oi, henrique! só hj soube q vc estava escrevendo num blog. Massa!! O Kundera, sobretudo nessa obra e em Amores Risíveis, é muito bom!! Parabéns pela escolha do texto.